Exames Laboratoriais na Medicina Veterinária

Há anos os exames complementares são utilizados na medicina para auxiliar no diagnóstico rápido de doenças, diminuindo o tempo para início do tratamento e aumentando o sucesso na recuperação dos pacientes.
 
A partir da década de 60, exames de sangue começaram a ser utilizados em animais muito mais para pesquisas humanas do que para conhecer a fisiologia animal. Porém, a partir dos anos 70, os exames laboratoriais começaram a ser utilizados de fato em cães e gatos com o propósito de diagnosticar doenças e avaliar o sucesso no tratamento de algumas enfermidades.
 
Contudo, durante muitos anos os exames laboratoriais na veterinária foram realizados apenas em casos específicos, após muitos tratamentos sem sucesso. Veterinários que pediam exames de sangue eram julgados pouco eficientes, pois não conseguiam sozinhos diagnosticar uma doença.
 
Hoje, a situação é bem diferente. A análise de sangue tornou-se uma ferramenta importantíssima, pois, com o avanço das pesquisas e da medicina veterinária, foi possível aprender que um simples hemograma pode dar muito mais informações do que acreditava-se.
 
É através da avaliação sanguínea que os veterinários conseguem caracterizar se um animal possui anemia e qual é a sua causa; se há uma infecção instalada e se esta é bacteriana ou viral; se o prognóstico de algumas doenças é bom ou ruim; se o animal está desidratado; se o paciente possui algum processo crônico, como uma neoplasia; se o seu rim ou fígado estão funcionando; se o estado nutricional do animal está bom; entre outros.
 
Assim, os exames laboratoriais hoje são muito importantes e caracterizam um dever do veterinário em requisitá-los! Não deixe de pedir exames. Eles podem surpreendê-lo mesmo nos casos mais simples!
 
Equipe Pró Vita
03/09/2012